Alceu Valença

Alceu Valença

ALCEU VALENÇA apresenta seu novo show “ANJO DE FOGO“, que segue em turnê pelos principais palcos brasileiros e de outros países. No palco, o cantor percorre momentos de sua múltipla trajetória aliados a uma sonoridade pesada e contemporânea. Como “o vento que varre a cidade”, Alceu se reinventa entre grandes sucessos e tesouros escondidos ao longo de seus 45 anos de carreira, que o consagrou como um dos maiores nomes da música popular brasileira.

Dos temas repletos de metáforas que marcam sua fase inicial para o período de grande sucesso a partir dos anos 80 e 90, Alceu desfila uma seleção para constar em qualquer antologia da canção brasileira: “Anunciação”, “Tropicana”, “Como Dois Animais”, “Pelas Ruas Que Andei”, “Solidão”, “Estação da Luz”, “Cabelo no Pente”, “Coração Bobo”, “Belle de Jour”, “Girassol”, e para além do século XXI, a “Embolada do Tempo” que ecoa seu petardo rítmico de versos demolidores.

ALCEU VALENÇA presents its new show “ANJO DE FOGO“, that is currently on tour in the main Brazilian stages and in other countries. On stage, the singer goes through moments of his multiple trajectory allied to a heavy and contemporary sonority. As ” o vento que varre a cidade”, Alceu reinvents himself among great successes and treasures hidden throughout his 45-year career, which has put him as one of the greatest names in Brazilian popular music.

From themes full of metaphors that mark his initial phase to the period of great success around the years 80 and 90s, Alceu parades a selection of songs that appears in any anthology of the Brazilian song:
“Anunciação”, “Tropicana”, “Como Dois Animais”, “Pelas Ruas Que Andei”, “Solidão”, “Estação da Luz”, “Cabelo no Pente”, “Coração Bobo”, “Belle de Jour”, “Girassol”, and beyond the twenty-first century, the “Embolada do Tempo” that echoes its rhythmic firecracker of devastating verses.